Sindicato dos Empregados em Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão-de-Obra, Trabalho Temporário, Leitura de Medidores e de Entrega de Avisos no Estado do Paraná.

Rua Nilo Cairo, 450 - Centro - Curitiba/PR - CEP: 80060-050 - Telefone: (41) 3014-7331
Filiado à:

Curitiba passa a integrar a Agenda do Trabalho Decente

Curitiba passa a integrar a Agenda do Trabalho Decente




Com a presença da diretora do escritório brasileiro da OIT (Organização Internacional do Trabalho), Laís Abramo, foi oficializado o comprometimento de Curitiba com a Agenda do Trabalho Decente. A formalização se deu durante o 1º Seminário do Trabalho Decente, promovido pela secretaria Municipal do Trabalho e Emprego, realizado nessa segunda-feira, 4 de março, no Salão de Atos do Parque Barigui. Os seminários e conferências municipais e estaduais são preparatórios à Conferência Nacional do Trabalho Decente que será realizada em 2012 no Brasil.


Representando a classe trabalhadora, falou o companheiro ugetista Luiz Carlos Alves de Lara, presidente do Conselho Municipal do Emprego e Relações do Trabalho e presidente do SINDACS-PR (Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde do Paraná).


Composto de palestras e a participação de representantes do Ministério do Trabalho e Emprego, governo do Paraná e da prefeitura municipal, esse seminário foi focado nas questões relacionadas à participação e obrigações na composição da Agenda do Trabalho Decente.


A diretora da OIT no Brasil, Laís Abramo  lembrou que “o grande desafio é transformar essa agenda em políticas que mudem concretamente a vida das pessoas e para isso é necessária uma articulação e ação integrada entre as instâncias municipais, estaduais e federais, entre trabalhadores, governos e empregadores.
O companheiro Luiz Carlos ao falar à platéia destacou que o trabalho decente é uma condição fundamental para a superação da pobreza, a redução das desigualdades sociais, a garantia da governabilidade democrática e o desenvolvimento sustentável. O presidente do CMERT e do SINDACS-PR lembrou ainda a participação da UGT na OIT “ por isso, a UGT, que é representante dos trabalhadores no Conselho de Administração da OIT em Genebra, na Suíça, defende os empregos verdes que reduzem o impacto ambientar e podem gerar mais de 2 milhões de novos empregos no Brasil, e principalmente o trabalho decente nas obras da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016, a serem realizadas em nosso país.”




O grande desafio é transformar a Agenda em ações práticas, disse a diretora da OIT, Laís Abramo





O trabalho decente é condição essencial para a dignidade humana, destacou o companheiro Luiz Carlos Alves de Lara