Sindicato dos Empregados em Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão-de-Obra, Trabalho Temporário, Leitura de Medidores e de Entrega de Avisos no Estado do Paraná.

Rua Nilo Cairo, 450 - Centro - Curitiba/PR - CEP: 80060-050 - Telefone: (41) 3014-7331
Filiado à:

Trabalhadores querem reajuste equivalente ao mínimo para seguro desemprego


A União Geral dos Trabalhadores (UGT), condena a decisão do Governo em não reajustar o seguro desemprego nos mesmos índices que foi reajustado o salário mínimo, isso vem causando enorme prejuízo a classe trabalhadora, que sofre duplamente com a medida. Primeiro ao perder o emprego, o maior patrimônio do trabalhador, e depois com essa decisão do Governo em não reajustar o pagamento do seguro desemprego, dinheiro que é do próprio trabalhador.


Na reunião que a UGT irá participar, junto com as demais centrais sindicais, no dia 20, no Ministério do Trabalho, para discutir a questão, vamos exigir, de imediato, o reajuste do seguro desemprego. E mais, além da correção, vamos colocar na mesa a obrigação do Governo efetuar o pagamento de forma retroativa, contemplando todos os trabalhadores que já receberam o seguro sem o devido reajuste (Fonte: www.ugt.org.br).


Paulo Rossi (Presidente da UGT-Paraná e do SINEEPRES) comenta que o trabalhador não pode ser penalizado na hora em que mais precisa da mão do Estado para socorrê-lo.


 


Post: Rogério Kormann Jr


Data: 14/02/13