Sindicato dos Empregados em Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão-de-Obra, Trabalho Temporário, Leitura de Medidores e de Entrega de Avisos no Estado do Paraná.

Rua Nilo Cairo, 450 - Centro - Curitiba/PR - CEP: 80060-050 - Telefone: (41) 3014-7331
Filiado à:

SINEEPRES e SINDEPRESTEM/PR reúnem-se com diretoria da FOMENTO PARANÁ

SINEEPRES e SINDEPRESTEM/PR reúnem-se com diretoria da FOMENTO PARANÁ

fomentopr.jpgO SINEEPRES e o SINDEPRESTEM/PR,sindicatos que representam o setor laboral e patronal do segmento de serviços no Paraná, reuniram-se na quinta-feira (23/4), com a diretoria da FOMENTO PARANÁ. O intuito do encontrou foi o de buscar parceria visando apoio financeiro às empresas do setor de Terceirização de Serviços e Trabalho Temporário no Estado do Paraná.

Paulo Rossi, presidente do SINEEPRES, mais uma vez demonstrou seu total interesse na manutenção dos empregos do setor. “O trabalho não existe sem o capital e vice-versa, e é muito importante que as empresas consigam se manter e atravessar esse momento caótico para que não existam demissões em massa, como temos acompanhado em vários segmentos, e acreditamos que essa é uma das nossas funções: sindicato patronal e laboral juntos no mesmo objetivo, que é o fortalecimento do setor de serviços, e por consequência a geração de postos de trabalho”.

Danilo Padilha, presidente do SINDEPRESTEM/PR, acompanhado do diretor de finanças do sindicato, Clodoaldo Barbosa, disse que as medidas anunciadas pelos Governos Federal e Estadual infelizmente não tem chegado às empresas do setor, uma vez que os bancos na sua grande maioria dificultam o crédito, solicitando garantias ou contrapartidas inexequíveis para o acesso as linhas de financiamento divulgadas. “Nossas empresas representam hoje mais de 10.000 (dez mil) empregos no Estado, e infelizmente não temos tido a importância devida neste momento de crise, e se as empresas de terceirização e de trabalho temporário não tiverem apoio, a economia será impactada diretamente, com a redução na geração de impostos, e o que é pior, com um volume expressivo de demissões”.

Por outro lado, o presidente da FOMENTO PARANÁ, Heraldo Alves das Neves, mostrou-se sensível às demandas do setor de serviços e interessado em apoiar o segmento dentro das possibilidades do banco. Heraldo disse ainda que ele e toda a sua equipe tem feito um trabalho incansável, porém a demanda neste momento está muito alta, com mais de 20.000 processos de financiamento, e que as entidades parceiras em virtude das limitações impostas pelo Covid-19, não conseguem atender em prazo normal, mas que em poucos dias alguns processos já serão liberados.

Por fim, o presidente da FOMENTO PARANÁ, designou o diretor de mercado do banco, Renato Maçaneiro, para que dê continuidade às demandas apresentadas pelo setor de serviços, primeiramente através de reuniões virtuais e inclua a entidade no rol de correspondentes para agilizar na burocracia, e para que os associados do sindicato possam conhecer e ter acesso às linhas de crédito da instituição.

 

Post Mario de Gomes
Foto: Sineepres